Recomenda | Como Eu Era Antes de Você

Cinema Publicado em 15/06/2016 por Glizia
Sem Comentários

Nesse final de semana dos dias dos namorados a Warner liberou sessões para sábado e domingo do filme Como Eu Era Antes de Você, baseado no livro de Jojo Moyes, que virou um sucesso recentemente.

Eu li o livro por indicação da Bruna, que eu gostaria muito de agradecer, pois eu adorei a história, mesmo que sofrida e cômica ao mesmo tempo. É o tipo de história que eu gosto de reler centenas de vezes. Com isso, esse post está dividido em duas partes: A primeira dela é focada na adaptação do livro para as telas, e a segunda parte é a resenha do livro. Então vamos lá.

O filme já estava prometendo muito com o elenco: Emilia Clarke ( Game of Thrones), Sam Claffin ( Jogos Vorazes), Matthew Lewis ( Harry Potter), Jenna Coleman ( Doctor Who). Isso é um elenco forte e de ouro, que fizeram meus olhinhos brilharem e confirmarem que os mesmos atores aparecem em todas as adaptações britânicas.

Como adaptação o filme funciona perfeitamente. Entendo tudo aquilo que foi retirado, para que não ficasse uma história longa e desnecessária, que em um livro faz todo o sentido, mas um filme não precisava de muita coisa que estava escrita.

Emilia foi perfeita como Lou. Já tinha me apaixonado pela personagem quando li o livro, mas foi apaixonante ver essa atriz a interpretando. Para mim, não tem o que tirar nem por nessa atuação. Sério, Lou ficou maravilhosa nas mãos de Clarke. Já o nosso querido Will, que foi interpretado por Sam Claffin, eu tive algumas ressalvas, apesar de achar que Claffin foi tão perfeito como Clarke em interpretação e desenvolvimento de personagens. Não tinha como Will ser de outra maneira, ao meu ver.

Claro que esse filme ainda me foi saudosista, colocando Matthew Lewis, o nosso querido Neville de Harry Potter, como Patrick, o namorado de Lou. E a minha querida Jenna Coleman como Treena, a irmã mais velha de Lou. Ao meu ver, a escolha dos atores fora perfeita.

Todo o clima criado pelo filme foi muito bom, além de que eu assisti com minha mãe, que não sabia nada da história, e passou cinco minutos da tela de créditos olhando para a tela sem dizer uma palavra, tentando assimilar o final da história. A trilha sonora, repleta de Ed Sheeran, parece que pende a nos deixar ainda mais emocionadas, afinal, estamos falando das músicas do ruivo. ( Quem nunca ficou sentimental ouvindo Thinking out loud?)

Por fim,  o filme de Como Eu Era Antes de Você tinha tudo aquilo que eu estava esperando desde que vi o trailer. Ele entregou tudo aquilo que prometeu.



Título: Como Eu Era Antes de Você
  Diretor: Thea Sharrock
  Data de Lançamento: 16 de Junho de 2016
  Idioma Original: Inglês
  Duração: 110 minutos
  Classificação Indicativa: 12 anos
  Nota IMDB: 7,8/10
  Nota Filmow: 4,1/5,0

 

 

Agora, vamos falar sobre o livro.

Cuidado, pode conter spoiler do filme

Lou acaba de perder o emprego na cafeteria que trabalhou por muito tempo, porém, por ser algo local, o dono resolve fechar e investir seu dinheiro de outra forma, deixando Louisa Clark sem chão e sem emprego, perdendo a perspectiva que tinha do que iria fazer a partir daquele momento além de procurar um emprego novo que possa ajudar a pagar as contas da família.

Com uma família enorme, Lou não vê outra alternativa a não ser a de se tornar cuidadora de um paraplégico que tinha se acidentado uns dois anos antes, filho de uma mulher que estava desesperada para encontrar alguém que pudesse passar um tempo com ele. Quando Lou conhece Will, percebe que o emprego poderia não ser tão bom quanto parecia, mas se sente presa pela necessidade de ajudar seus pais a pagar as contas de casa.

Assim ela vai conhecendo a grande figura de Will Traynor, que vai maleando uma aproximação que se tornara inevitável. Ele adorava esportes radicais, mas acabou se acidentando em uma das piores formas possíveis para quem pratica esse tipo de esporte.

Não tem como não mergulhar de cabeça na história. Os personagens são tão carismáticos que sentimos que eles são nossos amigos, e as situações que eles passaram pode parecer muito com o que passamos, mesmo que Will seja um ponto fora da curva em nossa vida.

A única coisa que me incomodou foi a forma como a autora ilustrou toda a opinião de Lou sobre como ela via a vida de Will. Uma coisa que sempre devemos lembrar é que nunca saberemos o que se passa na cabeça de uma pessoa, seja ela quem for, e muitas vezes julgamos o que seria bom para elas, e o que elas deveriam fazer com a vida delas. Porém, muitas vezes, o que precisamos fazer é apenas ouvir essas pessoas,  e aceitar que muitas vezes não há nada que possamos fazer para que essas pessoas mudem de ideia. É um assunto muito delicado, mas que nós deveríamos pensar mais sobre.

O final do livro foi excelente, sem tirar nem por nada mais, era o que o livro prometia desde o começo, você descobrindo o que aconteceria ou não. Eu, particularmente, sabia como a história terminava, mas não sabia como e porque, e foi desolador descobrir tudo isso. Confesso que chorei, porém, se fosse diferente disso eu provavelmente teria odiado o livro.

Espero que você confira o filme no cinema. E leia o livro também. E se você for por essa recomendação, não esqueça de voltar depois e contar o que achou. E se você já viu, também deixe aí nos comentários quais foram suas opiniões sobre o filme e livro.

Postagens relacionadas:

Detona Ralph: o Toy Story do mundo dos games?
Confira o novo trailer de Universidade Monstro! Agora em português!
Mais uma vez Cores de Outono !
Resumão da Semana #02
Marvel vs DC é o o trailer que todo fã queria que fosse verdade

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Facebook