Para Sempre- Os Imortais

Literatura Publicado em 19/11/2012 por Glizia
Sem Comentários

Oi gente!

Sempre apareço aqui falando sobre Alyson Noel e uma de suas sagas : Os imortais. Então hoje resolvi publicar uma resenha do primeiro livro dessa saga de 6, que foi publicado em novembro de 2011 aqui no Brasil.

Como sempre começo indicando o livro para quem gosta de Crepúsculo, A hospedeira, House of Night, The Secret Circle e Vampire Diaries. Segue um padrão diferente de história, mas se encaixa com quem gosta dessas sagas.

Tudo começa quando Ever Bloom tem a Experiência de Quase Morte ( EQM). Antes, ela era a lider de torcida, meio mimada, sabe aquela menina que usa tudo rosa e maquiagem até pra ir comprar pão na padaria? Pois é, ela namorava um rapaz do time de futebol americano. Mas tudo mudou quando sua familia sofre um acidente de carro onde seus pais e sua irmã morrerm.

Ever vai viver com sua tia, Sabine. Sabine é muito ocupada e mora numa casa enorme, que praticamente fica a mercê da sobrinha.

Após a experiencia Ever começa a enxergar auras, escutar os pensamentos dos outros, apenas com um toque ver a vida da pessoa que a tocou, além de só de tocar um  livro já saber toda a história. Isso a deixa com o sentimento de “paranormal”, então começa a se vestir de maneira com que possa manter menos contato com as pessoas, assim como passa a usar fones de ouvido para diminuir o ruido dos pensamentos das pessoas ao seu redor.

Ela conhece Miles e Haven, um menino que deixa a história engraçada, e uma menina um pouco maria-vai-com-as-outras.

Damen aparece na escola como o galã novo ( assim como Stefan em Vampire Diaries) e Heaven, assim como toda as outras meninas, fica interessada nele. Mas o rapaz só tem olhos para uma menina : Ever Bloom.

E não importa o quanto ele tenta conquistar Ever, ela sempre se afasta. Até que em uma festa, eles acabam se beijando.

Mas se a festa tinha que ter só lembranças felizes para Ever ( e ruins para Haven), Drina, uma moça linda que conheceu Heaven e está atrás de Damen.

Ever e Damen viram um casal, mesmo que Haven não goste muito. E então o livro se torna as incertezas adolescentes de Ever Bloom. Nessa hora você pensa que o titulo não deve ser os Imortais, mas sim Os Pensamentos Absurdos de Ever Bloom. Até porque, imortal mesmo é a paciência pra aguentar a Ever e todas as incertezas de ” Será que ele gosta de mim?” ” Ele irá me trocar por outra?” E, na minha opinião, a melhor ” Será que ele é um vampiro?”.

Não posso dizer que acho o livro chato, que estou fazendo uma critica puramente negativa. Eu amo o livro, mas é que essa parte eu demorei bastante pra ler, já que a Ever enrola muito, e começa a seguir o namorado. Sim, ela mostra que confia muito nele.

Acaba que Drina aparece feito mágica na vida de Ever, assim como Damen, e a irmã de Ever, Riley vive aparecendo para ela, dizendo que os pais atravessaram a ponte, e ela está em duvida entre atravessar ou não.

Eu gosto da escrita. Foi simples, sem muita enrolação, e Alyson até deixou uma parte reservada para significado das auras e outras explicações, o que achei ótimo para quem não sabe muita coisa sobre isso. O enredo também é legal, mas tem hora que dá uma enrolada, ou Ever estará nos seus ” E se…” de sempre.

Vale muito a pena ler se você está naquelas férias de tédio, e não quer se comprometer muito com o que está lendo, já que não é um livro de leitura muito pesada. Assim como vale a pena continuar lendo toda a saga de Os Imortais.

So, that’s all folks!

Deixem sugestões de livros pra mim aqui nos comentários xD

Postagens relacionadas:

Top de Domingo!- Próximos livros que quero ler!
Elixir- Hilary Duff
O homem que venceu Hitler, Marcio Pitliuk
Jackie Editora - A vida literária de Jacqueline Kennedy Onassis
A "Survivor" Clarice Falcão e seu cover

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Facebook