Harry Potter e a Criança Amaldiçoada

Literatura Publicado em 31/10/2016 por Glizia
Sem Comentários

Só amor envolvido ❤️

Uma foto publicada por Glizia (@naishall) em

Livro no Skoob  ●ω● ★ ★ ★ ✩ ✩

Quando J.K. Rowling divulgou a informação de que estaria sendo produzida uma peça de teatro do mundo mágico, os fãs foram ao delírio. Não demorou muito para a autora informar que, infelizmente, a peça ficaria em cartaz apenas em Londres, o que causou grande euforia por parte dos fãs. Então, mesmo não podendo ver, ela resolveu publicar o roteiro da peça de Criança Amaldiçoada. E é sobre isso que iremos falar.

A história de Cursed Child, ou melhor, de Criança Amaldiçoada, gira em torno dos filhos do trio de ouro. Acompanhamos as crianças em todo o processo de entrar na escola com onze anos, e também todo o debate por eles serem filhos de bruxos que fizeram grandes feitios.

Encontramos os quatro personagens ( Harry, Ron, Hermione e Draco) agora adultos, lidando com assuntos como paternidade, trabalho e como conciliar tudo isso sendo bons pais para seus filhos. Isso, na forma mais tediosa possível, como já vimos por alguns textos do Pottermore. Mas toda essa parte é marcada pelo saudosismo por parte dos fãs de terem seus personagens favoritos em foco.

Então, para falar sobre A Criança Amaldiçoada, eu preciso, primeiro, falar um pouco sobre A Very Potter Sequel.

AVPS, como é mais conhecido na internet, é o segundo musical do Team Starkid da trilogia de Harry Potter. Nesse musical de 2010, Lúcio Malfoy resolve voltar no tempo e impedir que Harry mate Voldemort. Para isso, Lúcio rouba um vira-tempo e convida os comensais que sobreviveram, para armarem então seu grande plano.

Agora vamos ao plot central de Criança Amaldiçoada: Scorpius e Albus invadem o ministério e roubam um vira-tempo para poder, de todas as formas, salvarem Cedrico Diggory.

Desde o momento que essa parte da história começou a se desenvolver, eu tinha muita vontade de chegar na J.K. e dizer pra pelo menos deixar os StarKid receberem pelas views, já que a história deles tinha um plot muito mais interessante de viagem no tempo. E se você for por esse lado, irá odiar Criança Amaldiçoada. Mas todas as cenas com Scorpius Malfoy vão suprir essa sua raiva da história sem pé nem cabeça que o Jack Thorne escreveu.

O fato é que o teatro cumpre com tudo aquilo que promete, mas vindo do nome da Rowling parecia que a história seria mais desenvolvida e crível no mundo que ela mesma criou. O que dá para sentir é que a autora só tentou diminuir as teorias que ele pegou nos tumblrs e reddits da vida e colocou na peça, deixando pelo menos um pouco aceitável.

O que sobra tanto para a peça quanto para o roteiro é a tentativa de mostrar que nem todos os alunos da Sonserina são malvados, ou que se corrompem para o mal. Coisa que a autora vem fazendo desde o começo do Pottermore.

Postagens relacionadas:

Top 5 - Escolha Choconática
O Dia em que Atirei no CUPIDO
Diário de Um Banana: a Verdade Nua e Crua, Jeff Kinney
Resenha| A Casa de Hades, Rick Riordan
Série | Dirk Gently's Holistic Detective Agency

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Facebook