Emma- Jane Austen

Literatura Publicado em 15/02/2013 por Glizia
2 Comentários

Olá Choconáticos!

Hoje mudarei o foco para uma história mais antiga, da nossa queria Jane Austen. Emma é um livro muito bem conhecido pelos leitores da autora, assim como Orgulho e Preconceito. A edição que tenho é dessa nova coleção que a Editora Martin Claret está lançando, como uma nova edição de cada livro.

Começo indicando o livro para todos aqueles que adoram um romance com um pouco de comédia, mas que nem em pensamento, viraria mais uma comédia romântica, como vemos nos filmes. Para aquelas que adoram um romance dramático, essa é a melhor escolha, e para quem gosta de John Green, Nicholas Sparks, ótima recomendação. Mas, não recomendo esse livro se você vai ler Jane Austen pela primeira vez, ou coloca muita confiança no livro por ser de uma escritora tão boa. Eu levei praticamente um mês para ler esse livro, justamente porque esperei tanto, que me decepcionei. Mas não há nada decepcionante, só que minhas expectativas foram muito altas para esse livro.

Enfim, vamos falar sobre Emma?

 Mas, apesar dessas deficiências, os desejos, as esperanças, a confiança, as previsões do pequeno grupo de verdadeiros amigos que testemunharam a cerimônia se viram plenamente correspondidos pela perfeita felicidade do casal.

Toda história de Jane Austen tem foco em heroinas, mas Emma, particularmente, é a mais peculiar. Não por fugir às regras da época, mas sim por seus pensamentos. Ela pensa que não precisa se casar, para ter uma vida plena, o que, lendo outros livros referentes a essa época ( e filmes) percebe-se que é justamente o oposto do que as mulheres pensavam e queriam na época.

Harriet vai até a casa de Emma e as duas acabam se tornando melhores amigas muito rápido, tanto que Emma, a que se denomina “casamenteira” começa a criar planos sobre com quem a moça poderia se casar. Até que o Sr. Martin aparece e poucos tempos depois se declara e pede a mão de Harriet em casamento, mas Emma tinha outros planos para a amiga, então, sorrateiramente, conseguiu fazer com que a menina mudasse de ideia sobre o pedido.

Emma pensa que há outro homem que está perdidamente apaixonado por Harriet e tenta junta-los. Então começa a criar planos, assim como vemos nas histórias de adolescentes quando uma amiga começa a fazer com que a outra tenha tempo a sós com o menino que está apaixonada, e acha estranho seu cunhado comentar que esse homem parece gostar dela e não de Harriet. A Srta. Woodhouse acha que esse comportamento é impossivel, que ela é a única certa sobre esse assunto. Mas a neve cai, e junto com ela uma declaração feita pelo Sr. Elton, torna tudo pior.

Após a Declaração, Emma conta a Harriet sobre o Sr. Elton, e então a amiga consegue superar a paixão que Emma a forçou a ter por Sr. Elton, aquele que jurava que estava apaixonado por Harriet.  Além de ajudar a amiga nesse momento dificil, um novo desafio aparace para a heroina: conseguir lidar com Jane Fairfax, uma moça que Emma possuia grande antipatia. Mas assim que vai visita-la, muda de ideia a respeito da moça.

Emma Woodhouse é uma heroina particular. Eu não estava gostando muito dela, fiquei muito irritada com a parte que ela faz a Harriet negar o pedido de casamento e quando ela começa a falar de Jane sem ter ao menos conhecido a menina para falar tanto assim ( porque eu entendo muita coisa que ela falou, mas algumas seria preciso já ter falado com ela). O incrivel é que não gostei das personagens principais, só os secundários e os “figurantes”. Eles são os mais polidos e divertidos que Emma e sua “superioridade” em formar casais.

Até certa parte do livro parece que foi dividido entre os amores de Emma por Harriet e por Frank Churchull. Conforme os capitulos passam, a heorina de Austen muda seu foco de sua melhor amiga que está mal por causa de um amor não correspondido para a visita do filho do Sr. Weston.

Frank decide que quer montar um baile, para passar o tempo enquanto está longe da tia, na casa do pai. Por falta de sorte, algo ocorre na casa de sua tia, e ele teve que retornar imadiatamente. Com sua ida, Emma começa a questionar seus sentimentos por ele.

O Sr. Elton casa-se com uma outra mulher, e então ela muda-se para a cidade, e Emma, junto com Harriet, vai conhece-la. A esposa não é uma pessoa muito agradável. Se vangloria a toda hora, tentando mostrar que é a pessoa que possui maior poder aquisitivo e mais esperta que os outros moradores.

Ela, Sra. Elton, criou uma admiração muito maior que Emma por Jane Fairfax, e então virou a personagem mais chata do livro, querendo fazer de tudo para a moça, mas sempre com um ar de superioridade.

A mulher é tão chata que meu sentimento por Emma mudou. Parece que eu comecei a entender Emma, e todo esse “mimimi” que eu tinha com o jeito de Emma passou para a Sra. Elton. E isso não mudou até o fim do livro.

Frank finalmente retorna e o baile acontece. Nesse baile, o Sr. Elton e principalmente a Sra. Elton tentaram, ao máximo, rebaixar Harriet, que estava quieta.

Após três semanas uns ciganos que haviam se instalado pela região atacam Harriet e quem a salva é Frank Churchill. Então Emma começa a pensar que o amor entre os dois nasceu a partir desse ato bravo e prepara, mentalmente, o casamento deles, mas não passa muito tempo e ela já desiste da ideia.

Emma é um livro único e perfeito para aqueles que já conhecem as obras de Austen, como Orgulho e Preconceito; Razão de Sensibilidade. Já para aquelas pessoas que querem ler pela primeira vez Jane Austen, eu não recomendaria Emma. Por se tratar de uma obra muito extensa ( essa edição que falei, são 600 páginas) seria mais fácil se familiarizar com Austen, e livros menores, ou “mais famosos” ( lembrando que Emma é um dos mais famosos dela) como Orgulho e Preconceito.

E então? O que acontece com Emma? E qual o final de Harriet? Ela se casará com Frank? E Jane Fairfax? O que acontece com ela? Isso meus amigos, eu deixo para vocês descobrirem lendo Emma.

Para terminar só peço desculpas por um texto tão extenso. Vou diminuir as linhas na próxima vez.

 

Postagens relacionadas:

O Legado Folclórico, Hidden e a saga Anita Blake
Último filme de " O Hobbit" tem estréia adiada.
Shada- A Aventura Perdida de Douglas Adams, Robert Gareth
Como funciona: O Prêmio Pulitzer
Quantos livros você leu ano passado?

2 Comentários

  1. thisisesparta disse:

    odiei tanto a emma que até agora to entalada no meio do livro. SOCORR/

    • Glizia disse:

      Nao fique assim! confesso que tive que reler duas vezes a primeira parte do livro por causa da Emma, mas vale a pena ler o final! Nao desista! ahuahau Alias foi vc quem fez eu ler esse livro. Pode terminar de ler hauhaua

Deixe o seu comentário!

Facebook