Clube dos Cinco

Cinema Publicado em 29/03/2014 por Marii
Sem Comentários

Segundo filme da lista de “filmes preferidos da Mari”, e hoje eu vou de The Breakfast Club, ou, como foi traduzido, Clube dos Cinco.

clube-dos-cinco_breakfast-club

Título Original: The Breakfast Club
Ano de Produção: 1985
Dirigido por: John Hughes
Estreia: 7 de Fevereiro de 1985 (Mundial) e 5 de Junho de 1985 (Brasil)
Duração: 97 minutos
Classificação: 14 – Não recomendado para menores de 14 anos
Gênero: Comédia, Drama
País de Origem: Estados Unidos da América
Sinopse: Em virtude de terem cometido pequenos delitos, cinco adolescentes são confinados no colégio em um sábado, tendo de escrever uma redação de mil palavras sobre o que eles pensam de si mesmos. Apesar de serem pessoas bem diferentes, enquanto o dia transcorre passam a aceitar uns aos outros e várias confissões são feitas entre eles.

Por que eu gosto tanto desse filme? Bom, esse é mais difícil explicar.
Eu assisti ele umas… Dez vezes, e posso garantir algumas coisas. Uma delas é que ele não é exatamente dinâmico. Na verdade ele é bastante parado. O que te faz continuar pelos 97 minutos? Os personagens.
Como a sinopse já conta, se trata de cinco adilescentes que cometeram alguns delitos e foram parar na detenção, em pleno sábado. O dia inteiro trancados e uma sala, escrevendo um redação idiota.
Agora, imaginem a cena: um nerd, um atleta, uma patricinha, um rebelde e uma esquisitona trancados por um dia inteiro. O que acontece disso? Como eles lidam? O nerd é o cara que o atleta e a patricinha praticam bullying. A esquisita não tem amigos. O atleta e a patricinha não se dão bem com o rebelde. São grupo tão distintos, que não se cruzam, não se dão bem… Como eles podem lidar com isso?
E pior: e se eles acabam virando amigos? Como eles vão ser amigos na frente da escola inteira?
A música tema do filme é Don’t You (Forget About Me), do Billy Idol, e na minha humilde opinião ela descreve o filme, principalmente o final, a pergunta principal: e agora?
Durante o filme, eu achei que a pergunta que eu iria querer responder era “o que eles fizeram para estar ali?”, mas não, essa é a questão menos importante. O mais importante nesse filme são as relação, todas elas, se desenvolvendo ou não, e como ela vai ou não afetar cada um deles.
O único trailer decente que eu achei, não pode ser incorporado, então segue o link para quem se interessar ><

Bom, vou ficando por aqui agora. Caso assistam ao filme, não deixem de dizer o que acharam! (;

Postagens relacionadas:

Cuidado com as atrizes que você procura na internet!
Metro 2033 chegará também às telonas
One man sings Les Misérables
Resumão da Semana #02
Procurando Dory

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Facebook